sábado, 2 de outubro de 2010

20 poucos anos...

Não tenho paciência mais para multidões, apertos e baladas (que não sejam especiais).
 Tenho poucos amigos.
Gosto de sentar tomar um vinho ou uma cerveja e conversar.
Gosto de cozinhar.
Sair para comer não significa, em hipótese alguma, ir ao McDonalds.
Ainda não tenho certeza se escolhi a profissão certa.
Nunca estive tão por minha conta. Gosto disso;  ainda que as vezes assuste.
Nunca fui tão dona de mim, ainda que me  escape com certa frequência.
Tenho vontade de jogar tudo para o alto as vezes.
Tenho medo de não conseguir fazer dinheiro.
Tenho medo de fazer dinheiro mas, ainda assim, ser infeliz.
Quero conhecer o mundo e viver tudo ao mesmo tempo; mas tenho preguiça as vezes.
Quero casar e ter familia, mas também não quero.
Faço coisas que até eu duvido.
Tenho medo de como o tempo passa rápido.
Tenho nostalgia .
Penso que toda crise adolescente é imbecil. Mas também tenho certeza que daqui alguns anos vou olhar para tudo aqui e encarar da mesma forma.  

Escrevia um post gigante, cheio de explicações, teorias, exemplos e citações. Mas percebi que não precisava muito para montar minha "lira dos vinte e poucos anos"

3 comentários:

Jaque disse...

Quando vc fixer 26 ( meu caso) as crises se agravam, pq fica mais proximo dos 30...rs

Tb concordo com vc e acho, de vdd, que os vinte e poucos- ou mts, no meu caso- eh a melhor fase da vida: ainda somos jovens, bonitos ( eu, nem tanto), ja somos independentes( oq nos difere de qd tinhamos 18 anos) e o melhor: temos TODA a vida pela frente, de verdade!!!!

Valeria Silva disse...

Sim sim... mas não deixamos de ter crise ainda assim... principalmente essa de proximidade dos 30.

Débora disse...

Ah crise é o que não falta nessa vida! Não importa, quando vc superar uma virá outra sendo velho, novo, mais ou menos! rs.... E que saber que não sou a única que passa por essas coisas! rs...